Cadastro na aba Proventos

Uma das maiores vantagens dos investimentos em ativos de bolsa é a sua capacidade de produzir renda passiva. Eles são pagamentos que as empresas listadas em bolsa e fundos imobiliários pagam aos seus sócios e cotistas.

Existem várias estratégias que utilizam dessa característica para produzir renda. Décio Bazin é um dos autores mais conhecidos com esse foco. Sua estratégia é baseada na compra de ações de empresas que tem um pagamento de dividendo anual no mínimo de 6%. O megainvestidor Luiz Barsi por várias oportunidades descreveu como conseguiu acumular um patrimônio de bilhões de reais usando essa tática.

Provavelmente esse é um estágio que você também queira alcançar. Mas como melhorar algo que não é medido? Para medir essa evolução, existem três formas com a DPCI. A primeira e mais prática é usando a Dlombello Relatório Extrato Corretoras (DREC).

1) DLOMBELLO RELATÓRIO EXTRATO CORRETORAS (DREC)

Quem já for usuário alpha basta acessar a pasta alpha e fazer uma cópia da DREC (a DREC em breve será disponibilizada para todos os usuários). O procedimento é o mesmo usado para fazer a cópia da DPCI.

Abra a planilha com o nome v1.0.06_Relatorio_Extratos_Corretoras, vá no menu File > Make a copy.

Na caixa de diálogo que aparecerá, o nome do arquivo a ser criado será Copy of v1.0.06_Relatorio_Extratos_Corretoras e no campo Folder clique sobre a Pasta Alpha, em voltar e selecione o My Drive (a uma outra pasta da sua escolha).

Após criar o arquivo no seu drive ocorrerá a abertura do arquivo automaticamente. As simulações serão com as corretoras mais conhecidas populares. Iniciarei pelo Banco Modal Mais.

Na aba Leia-me do arquivo existem links dos vídeos da demonstração dos procedimentos usar outros bancos/corretoras. Selecionaremos a aba Banco Modal.

No site do Banco Modal Mais selecione o extrato detalhado de bolsa:

Selecione a tabela com os dados do extrato. Copie os dados do extrato. Na sua DREC, na aba BancoModal cole somente dados. Clique com o botão direito na célula A1 > Paste special > Paste values only, ou use Ctrl+Shift+V.

Os dados deverão ser copiados sem formatação para a planilha. Como a tabela do site do Banco Modal Mais possui quebra de linha os dados ficarão todos na mesma coluna. Mas isso não é problema. O script extrai os dados, seleciona somente os relevantes e ignora as que não são e coloca na ordem correta para cópia.

Com os dados colados basta alternar para a aba Proventos e avaliar as informações que foram apuradas.

Perceba que foram copiadas várias linhas do extrato, mas apenas as que são correspondentes aos proventos foram obtidas.

Na sua DREC selecione as linhas abaixo das colunas Cod, Data, Evento e Valor. Copie essa seleção (mas não o cabeçalho com o texto Cod, Data, Evento e Valor) e alterne para a sua DPCI na aba Proventos.

Clique com o botão direito na 1a linha vazia abaixo do campo Cod > Paste special > Paste values only. Agora é só aguardar o scrip processar os dados inseridos.

Caso não apareçam os dados na sua planilha, volte na DREC e copie os dados novamente. Abra o bloco de notas e cole os dados. Os mesmos dados aparecerão com separação por tabulação. Copiei e cole aba Proventos abaixo da célula Cod.

A imagem abaixo retrata os dados que foram processados:

Observe que as linhas com VISC13, MALL13 e HGCR13 estão na cor vermelha. Isso ocorre por que esses códigos não são reconhecidos pela DCPI. Quando se possui cotas de um FII e ele libera uma quantidade de cotas para subscrição, esse direito de compra de nova emissão aparecerá na custódia com o código final 12, 13, 14, etc. Nos exemplos citados, seria VISC12, MALL12 e HGCR12.

Após o pedido de subscrição feito e liquidado financeiramente, de acordo com as datas estipuladas, será incluído o recibo de subscrição na carteira do acionista. Somente após a conversão dos recibos da subscrição em novas cotas que esse ativo passará a ter o códico XXXX11.

Esses ativos têm a descrição de um rendimento de ativos que foram subscritos e geraram um valor de renda passiva proporcional ao tempo que foi comprado. Para corrigir basta alterar os códigos na aba Proventos para final 11. No caso VISC11, MALL11 e HGCR11.

Após essa alteração a DCPI passa a reconhecer o ativo e atribuir a ele o valor de rendimento auferido.

OBS.: No documento para declaração de IR enviado pela empresa ou FII constará os proventos recebidos pelo ativo subscrito e pelos ativos "normais".

Essa operação pode ser feita no final de um mês, com um intervalo maior ou desde o início até o final do ano. Qualquer intervalo fornecido será processado pela DREC. A frequência de apuração dos proventos está relacionada ao tempo que a sua corretora fornece histórico. Caso o extrato da corretora fique disponível por apenas alguns meses é interessante guardas esses dados para apuração posterior.

2) EXTRATO CEI

Outra forma eficiente de extrair os dados de proventos é através do CEI (Canal Eletrônico do Investidor). O ponto fraco desse meio de obter dados de proventos é que ele só fica disponível dentro do mês corrente. Então a melhor data de buscar os dados do CEI é no último dia de cada mês.

O CEI é um serviço via Internet, disponibilizado pela BM&FBovespa, que permite consultar todas as informações relacionadas às transações financeiras realizadas nos mercados da Bolsa. Para acessar entre no endereço https://cei.b3.com.br/.

O investidor não precisa fazer um cadastro específico para acessar o CEI. No momento em que a instituição registra o seu investimento na B3, automaticamente a senha de acesso ao CEI é enviada para o e-mail cadastrado na instituição ou, caso não tenha o e-mail CEI cadastrado, pelos Correios (também para seu endereço de cadastro).

Caso não tenha senha de acesso basta acessar https://cei.b3.com.br/, e clicar no link Gerar nova senha:

Na página de recuperação se senha digite o seu CPF, data de nascimento, texto da imagem e clique em continuar:

Na sequência escolha entre envio para o email cadastrado ou por carta para o CEP cadastrado. Ao solicitar a nova senha pelo email ela será enviada em pouco tempo e você poderá usá-la para fazer o seu 1º acesso e cadastrar uma nova senha.

Acesse o CEI com a nova senha que foi cadastrada. Clique em Investimentos > Proventos:

Você pode selecionar a instituição, a conta na instituição (caso tenha mais de uma na mesma corretora ou banco) e a data final da busca. Aqui mora o grande problema do CEI. Só são disponibilizados os dados de proventos do último mês. Para ter todos os proventos creditados de um ano inteiro você precisará fazer esse processo todos os últimos dias de cada mês.

Nesse caso específico selecionei o dia 21/12. Mesmo assim aparecerão os lançamentos de todo o mês de dezembro. Na DCPI, aba Proventos e escolha CEI na lista suspensa ao lado de Selec. Fonte. Isso é necessário para que o formato da planilha fique com os mesmos campos que serão copiados da tabela do site do CEI.

Retorne ao extrato CEI e selecione as linhas da tabela Eventos de Dinheiro Creditado e copie:

Cole no bloco de notas para limpar a formatação.

Selecione os dados no Bloco de Notas e cole na aba Proventos. Os dados são processados pela DPCI. Pelo Extrato do CEI as dadas dos proventos ficam fora de ordem.

Para ordenar clique no menu dlombello > habilitar menu. Depois clique novamente no menu dlombello > Proventos > Organizar lançamentos. Os dados ficarão com ordenados como pode ser visto na imagem abaixo:

Agora os dados do CEI já foram registrados na sua DPCI e você já sabe quando ganhou de renda passiva de cada ativo e o quanto ganhou em cada corretora que você opera, caso tenha mais de uma. Essa apuração de dados também será muito útil para fazer a Declaração de Imposto de Renda.

3) CÓPIA MANUAL DO EXTRATO

Para obter os dados de proventos é possível fazer a cópia desses dados do extrato da sua corretora ou banco. No entanto essa operação é a mais trabalhosa e suscetível a erros. Os dados podem ser copiados sem todas as informações e podem ter erros no momento da exclusão do que não for de interesse.

O primeiro passo é acessar o extrato da sua corretora / banco. Entre no extrato e selecione o período de interesse.

Observe que mesmo com uma seleção de apenas 7 dias observamos vários lançamentos e apenas 3 relacionados a proventos:

Copie os lançamentos do período e cole em uma nova janela do Excel. Essa janela servirá apenas para fazer manipulação dos dados para colar na DPCI. Mantenha nessa janela apenas as linhas que têm na descrição crédito B3.

As demais linhas têm outras operações que foram processadas na conta / corretora.

Na janela do Excel você deve selecionar apenas os eventos de Crédito B3:

Reorganize os dados de modo a ficar com as colunas deve ser a seguinte: Código, Data, Evento e Valor:

Na corretora Banco Inter a descrição “juros”, significa Juros sobre Capital Próprio. Descreva o esse evento como JRS CAP PROPRIO, pois essa é maneira que a DPCI identifica juros sobre capital próprio.

Selecione esses dados e cole na aba Proventos, na tabela da direita para preenchimento manual.

Fica claro que operação manual é bastante trabalhosa e traz grande risco de cadastro com erros. Isso se deve a quantidade de dados que tem que ser filtrada e as diversas etapas de cópia e cola. Algumas corretoras têm um formato que favorece a cópia dos dados, mas outras, como o caso do Banco Inter e do Banco Modal Mais são bastante trabalhosos.

4) SCRIP DE IMPORTAÇÃO DO CEI

Todas as formas de cadastro são válidas, sejam elas práticas ou trabalhosas.

Como a missão da equipe dlombello®planilhas é facilitar a vida do usuário, está em processo de polimento a implementação de um scrips que permite a inportação automática da dados de compras de de proventos direto pelo CEI.

Funcionará com fornecimento de CPF e senha do CEI e acesso dos dados de tempos em tempos, automáticamente.

Dessa forma não será necessário acessar o CEI e copiar os dados.